RECEITA - Tricotando um turbante de 1941

by - agosto 12, 2020



Não há nada mais "de época" que um acessório de cabeça!

Pois é, mais uma vez entrei na empreitada de fazer uma peça de tricô vintage.

Há um tempo, estou tentando montar um guarda-roupa de época mais "sport", ou seja, menos glamour, mais dia-a-dia. Nada mais boring de ter no armário que "vintage Hollywood".

Na verdade, um guarda-roupa "sport" dos anos 1930 e 1940 abrigava realmente roupas para esportes como golfe, tênis, patinação, esqui.....mas também para atividades mais simples, como caminhadas, bicicletadas no campo ou na praia, que exigiam roupas mais descontraídas como calças, shorts e camisas.

1941: moça esquiando na Suécia, com turbante.
Fonte: Museu Digital

O lado bom de adotar essa modalidade é que estas roupas são mais fáceis de combinar com a moda atual/clássica, então são peças que não ficam entulhadas esperando um evento acontecer.

Aí vem o turbante.

Neste contexto, o turbante servia para manter os cachos penteados enquanto se praticava a atividade esportiva. Contudo, existiam versões mais chiques para usar no dia-a-dia, com "vestido de cidade".

Além disso, era um item de segurança fundamental para as operárias femininas que substituíram os homens nas fábricas durante a Segunda Guerra Mundial (ah, ela....sempre ela...). Os turbantes evitavam que cabelos longos se prendessem nas engrenagens.

O uso do turbante ao longo da história é variado, tanto no tempo, como nas etnias. Aqui estamos falando de anos 1930/1940, na moda americana, européia e brasileira (que absorvia tudo mesmo rsrs).

A receita traduzida: tricô trançado

A receita foi publicada na revista The Australian Women's Weekly, no dia 14/julho/1941, e está disponível no site do Trove Australia, mais especificamente neste link aqui: https://trove.nla.gov.au/newspaper/article/51278604

E eu traduzo pra vocês. 
Obrigada/de nada 😀

São duas receitas no link: o turbante e a blusa de jogar tênis. Optei apenas pelo turbante.

É emocionante ver receitas antigas se tornarem realidade 

MATERIAIS REQUERIDOS NA RECEITA:
- 75 gramas de fio de lã pura 4-ply na cor branca ou tons pastéis.
- 1 par de agulhas n.8 (equivalente a 4 mm);
- 1 agulha auxiliar (para fazer a trança).

MATERIAIS QUE USEI:
- um novelo do famoso fio 60% algodão e 40% acrílico (sem propaganda aqui), na cor amarelo-bebê;
- um par de agulhas n 10 (equivalente a 3.25 mm).
- 1 agulha auxiliar de tamanho similar (para fazer a trança).

Porque usei um material diferente?
Lã 4-ply é cara (em todos os países) e prefiro utilizar para blusas (😊😊). E o fio escolhido tem uma diferença de espessura pequena em comparação com o fio antigo. 

Não gosto de usar fios de acrílico ou mistos para projetos históricos, mas considerando que é apenas um turbante, permiti a mim mesma esse pecado. Espero não ir para o inferno por isso 👿

Mas você pode usar o que quiser/puder 👯. Só fique atenta para o tamanho da agulha.

A receita é uma sequência de 8 carreiras que se repetem de pontos meia (m) e tricô (t). Em inglês é mais fácil de entender, mas como falamos português, lá vai.

  • Monte 48 pontos.
  • 1a carreira: 1m, *2m, 2t*. Repetir de * até * até os 3 últimos pontos, 3m.
  • 2a carreira: 1m, *2t, 2m*. Repetir de  * até * até os 3 últimos pontos, 2t, 1m.
  • 3a carreira: repetir a primeira.
  • 4a carreira: repetir a segunda.
  • 5a carreira: repetir a primeira.
  • 6a carreira: repetir a segunda.
  • 7a carreira: 3m, *2t, com a agulha auxiliar, pegue 3 pontos e coloque para trás do trabalho, 3 m, devolva os pontos para a agulha, 3m nestes pontos, 2t. Com a agulha auxiliar, pegue 3 pontos e coloque para frente do trabalho, 3 m, devolva os pontos para a agulha, 3m nestes pontos.* 2t, 2m (2x). Repita de * até *, 2t, 3m. 
  • 8a carreira: repetir a segunda.

Continue até medir 90 cm ou até o tamanho desejado.
Passe levemente com ferro do lado avesso com pano úmido.
FIM.



Para fazer a trança, usa-se uma agulha auxiliar de plástico, que se vende em armarinhos por um preço bem barato. Mas no improviso, você pode usar um palito de manicure também, desde que tenha diâmetro parecido com a sua agulha.

O que a agulha auxiliar faz é torcer os pontos. E é por isso que primeiro você joga ela pra trás e depois pra frente do trabalho.

Isto é uma agulha auxiliar.


Gente, então...eu até iria fazer um vídeo para demonstrar isso aqui....mas vou ser sincera: não gosto de gravar, perde-se muito tempo. Então só sigam a receita como está escritinho aí em português que vai dar certo e ser sucesso!!!!! 

RESULTADO: PERFEITO!

Vou te falar: eu chorei pra aprender esta trança....porque eu tive que desmanchar 3x o trabalho, e só na 4a vez deu certo.

Mas sabe que amei fazer? Não tricoto com frequência, mas agora parece que peguei o ritmo novamente porque só penso em tricotar.

Também gostei da minha aparência com o turbante. É sempre aquela coisa meio "toalha na cabeça", mas como não é o meu primeiro, já estou acostumada rsrsrsr

Enfim, espero que vocês tenham gostado e experimentem a receita :)



You May Also Like

0 comentários

Instagram

- Todos os direitos reservados a Katiúcia de Sousa Silva - Por favor, não copiar o conteúdo desta página sem mencionar a autoria.